ALIANÇA GLOBAL DE CATADORES
ALIANÇA GLOBAL DE
CATADORES
A Aliança Global de Catadores é um processo de articulação entre milhares de organizações de catadores de materiais recicláveis apoiado pela WIEGO em mais de 28 países cobrindo principalmente América Latina, Ásia e África.
Apoiado por Logo WIEGO

publicado por
Escrito por Association Amelior

Região

País França

dezembro 26, 2017

Traduzido por Tatianna Silva


Verifique a tradução:

Amelior (uma federação de catadores independentes, vendedores de produtos de segunda-mão e recicladores sediada em Paris, capital da França) luta constantemente pelo reconhecimento público do trabalho dos catadores e trabalha arduamente para organizar e desenvolver novas formas de cooperação entre os biffins (catadores em francês), seus parceiros e clientes que compram os produtos de segunda-mão que a organização comercializa.

A organização já integra a Aliança Global dos Catadores (GlobalRec) e, em Julho de 2017, tornou-se também membro da REFER (Rede Francesa de Reuso – uma rede focada na promoção do reuso através de valores cooperativistas e mutualistas).

A Amelior recentemente assinou um acordo com 5 organizações que integram a REFER, localizadas em Paris, capital da França, para coletar têxteis, material elétrico-eletrônico, livros, dentre outros materiais duas vezes por seamana. Agora, seus membros coletam mais de 10 toneladas de materiais recicláveis por mes de forma cooperativa. Em torno de 15 membros da Amelior estão trabalhando na coleta e separação de materiais para reuso em mercados de segunda-mão, para reparo ou reciclagem. Os acordos melhoraram e garantiram o acesso dos catadores aos materiais, o que significa que eles agora podem trabalhar todos os dias de forma segura dentro do ambiente de trabalho da organização. A economia é reforçada, assim como os serviços prestados pela organização à cidade e aos cidadãos, dando aos seus membros a oportunidade de compartilhar mais do que suas habilidades; um modelo de economic popular e circular está pronto para funcionar para os membros da Amelior, os biffinEs.

Trocando experiências com outros catadores

Estas atividades foram inspiradas pela viagem de representantes da Amelior ppara Bogotá, capital da Colômbia, onde visitaram a Associação de Catadores de Bogotá (ARB). Em Bogotá, os representantes da Amelior puderam trocar experiências sobre diferentes formas de inclusão além de compartilhar estratégias para enfrentar ameaças. Seus representantes ficaram impressionados com o avançado sistema de proteção social e desenvolvimento profissional alcançado pela ARB e se sentiram inspirados a procurar novas formas de desenvolvimento do seu processo de auto-gestão.

Em Novembro, Gilberto Chagas (membro do MNCR) visitou a França e a Bélgica para reforçar a parceria entre as organizações. Sua visita foi ainda uma oportunidade de troca de experiência com colegas do Brasil.

Organizando catadores & Negociações com o Governo

O objetivo de reunir todos os biffins franceses em uma federação deu a Amelior a chance de conhecer catadores de Montpelier, no sul da França, durante uma reunião sobre trabalhos com reciclagem para moradores de áreas mais pobres da cidade. Em torno de 50% dos moradores de áreas desprivilegiadas da França são recicladores e vendedores de produtos de segunda-mão.

Amelior tem trabalhado para organizar um mercado de pulgas para os biffins em Montreuil desde março de 2013. Em 2018, a organização está certa de que irá conseguir auxílio público para apoiar suas atividades, incluindo uniformes, prensas, pôsteres, e um novo website. A verba auxiliará ainda na realização de pesquisas sobre a participação dos biffins nos setores de reuso e reciclagem do lixo.

A Amelior foi convidada pelo Ministério de Transição Ecológica e Solidariedade para participar em um processo de elaboração de uma estratégia para a promoção da economia circular. A organização já manifestou suas propostas e demandas locais, regionais e nacionais para a inclusão de todos os biffins e o desenvolvimento de estratégias para redução da pobreza e promoção do trabalho digno. A Amelior vai continuar a participar da elaboração dessa estratégia que pode conduzir a fomulação de novos regulamentos voltados para a inclusão e formalização dos catadores.

Ameaças ao nosso trabalho

O novo governo francês decidiu brutalmente interromper o auxílio financeiro concedido a desempregados. 260,000 dentre os trabalhadores mais pobres foram afetados. Dois empregados da Amelior serão afetados pelo fim desse benefício social. A organização se uniu a outras entidades populares para lutar pela manutenção do auxílio financeiro para desempregados.

Em Lyon, assim como em outras grandes cidades francesas, paga-se muito caro pelos “services” de coleta e tratamento de lixo. As prefeituras geralmente contratam empresas privadas para prestação desses serviços, o que significa que os cidadãos pagam mais do que o custo real para sua realização. Estes milhões de euros que são gastos anualmente devem ser utilizados no desenvolvimento de uma economia circular e popular com a inclusão dos catadores.

Votos e um novo mercado

Pesquisa no Le Parisien: Os mercados clandestinos dos catadores devem ser regulados?

Uma pergunta formulada no nosso informativo local: Os mercados clandestinos dos catadores devem ser regulados?  Os parisienses dizem SIM para a organização! (81,7% SIM).

Mes passado, outro voto na prefeitura de Paris deu a oportunidade de organizar um novo mercado na cidade uma vez por mes… um pequeno começo para Paris e para os catadores!

Obrigado!

Amelior deseja agradecer a todas as pessoas, associações, entidades e organizações que nos ajudam através de seu exemplo inspirador: lutando pelo reconhecimento e criação de soluções contra a pobreza, exclusão, poluição e mudanças climáticas causadas pelo sistema ocidental de superconsumo, extração, exploração, importação, e isenções fiscais.

Em solidarieade com todos os catadores que trabalham duro pelo direito ao trabalho digno, acesso a uma vida digna e melhores condições de trabalho. Nós estamos aos seu lado! Nosso trabalho será constante pela organização de movimentos populares para criar uma economia sustentável que respeite os recursos humanos e naturais do nosso planeta.

Agradecimentos especiais a Nohra Padilla, Silvio Ruiz Grisales da ARB e Gaiarec e todos os catadores e aliados em Bogotá, Colômbia.

Si toca a uno, tocan a todos!