GLOBAL ALLIANCE OF WASTE PICKERS
GLOBAL ALLIANCE OF
WASTE PICKERS
The Global Alliance of Waste Pickers is a networking process supported by WIEGO, among thousands of waste picker organizations with groups in more than 28 countries covering mainly Latin America, Asia and Africa.
Supported by Logo WIEGO

by

Region

January 18, 2012


Check translation:

Brasil – 18 Jan 2012

A Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), iniciou na manhã desta quarta-feira, 18, o cadastramento dos catadores de material reciclável que irão trabalhar no Pré-Caju 2012. Fazemos o cadastro e entregamos um kit de identificação. Queremos, inclusive, conhecer esses catadores que contribuem com a limpeza, revela Lucimara Passos, presidente da Emsurb.

Com a carteira de identidade na mão, o catador José Alves da Silva Filho foi um dos primeiros cadastrados. Cheguei cedo para ver de perto como seria esse cadastramento. Fiquei foi orgulhoso com essa valorização do meu trabalho, conta o catador que trabalha com reciclagem faz 10 anos.

O cadastramento continua acontecendo na sede da Emsurb, localizada no Parque da Sementeira, e na Cooperativa de Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care). Cada catador cadastrado receberá um kit contendo uma camisa, um saco de ráfia com capacidade para 60 quilos, dois sacos plásticos de 100 litros e um par de luvas. Esse kit é uma forma de identificar o catador e prestar o apoio para a execução do seu trabalho, salienta a presidente da Emsurb.

Segundo a catadora Maria Vera Lúcia dos Santos, com mais de oito anos de trabalho com material reciclável, a farda vai ajudar. As pessoas terão respeito, vão ver que estamos na festa para trabalhar e não atrapalhar. Sairei de casa com a certeza de que farei um papel importante no evento, afirma.

Assim como a orientação da farda, os servidores da Emsurb reforçam para os catadores a proibição do trabalho infantil. O cadastro será somente para os maiores de 18 anos. E as crianças e adolescentes que forem flagrados no evento serão encaminhados para o Conselho Tutelar, informou Lucimara Passos.

Ponto de apoio

Além da organização no fardamento, os catadores também poderão usufruir de um apoio para a guarda temporária do material coletado. Pensamos em organizar o espaço público e vamos reservar uma área no local da festa para que os catadores possam guardar, temporariamente, o material coletado de forma segura, acrescenta a presidente da Emsurb.

Para a catadora Vanda de Jesus o ponto de apoio vai dar tranquilidade. No ano passado o meu material sumiu, passei toda a noite recolhendo latinhas e no final da noite o saco já não estava no local que eu havia deixado. Esse ponto de apoio vai me dar segurança, relata. Ler o original