ALIANÇA GLOBAL DE CATADORES
ALIANÇA GLOBAL DE
CATADORES
A Aliança Global de Catadores é um processo de articulação entre milhares de organizações de catadores de materiais recicláveis apoiado pela WIEGO em mais de 28 países cobrindo principalmente América Latina, Ásia e África.
Apoiado por Logo WIEGO

por

Região

março 20, 2012


Verifique a tradução:

Olá a todos,

A Aliança Global de Catadores está feliz de compartilhar com você o primeiro boletim informativo. Esperamos que esta possa ser mais uma forma de conectar  catadores  de diferentes continentes em torno das questões que mais os afetam local e globalmente. Também queremos apresentar as diferentes atividades das quais participamos e as muitas que estão por vir. O boletim será traduzido em quatro línguas (português, espanhol, françês e inglês). Gostaríamos de disponibilizar este boletim em outras línguas, já que muitos catadores estão se organizando em várias partes do mundo.

O primeiro boletim informativo inclui duas partes: uma releitura das atividades realizadas pela Aliança Global em 2011 e a divulgação das próximas atividades que acontecerão em 2012. O boletim será publicado trimestralmente. Agradecemos a sua ajuda na difusão dessas noticias.

Sinta-se à vontade para mandar o link de inscrição para outras pessoas e também visitar o arquivo de boletins. Para outras informações, visite www.globalrec.org.

Solidariamente,

Deia, Demetria, Exequiel, Lucia e Pablo
Equipe de Comunicação GlobalRec

Neste boletim informativo
1. Reuniões & Eventos
2. Notícias e iniciativas – Destaques de 2011
3. Publicações
4. Eventos 2012

REUNIÕES & EVENTOS

Comitê Gestor Provisório de Catadores de Material Reciclável

02 a 04 de Março de 2011
Bangkok, Tailândia

bangkok steering committee table photo

Harouna, catador de Senegal, em frente, e os membros do Comité

Na sequência de um workshop sobre Organizações de Base (OB’s) organizado pela WIEGO, representantes de catadores de material reciclável provenientes da Rede Latino-Americana (Brasil e Chile), a Aliança de Catadores de Material Reciclável Indianos, bem como representantes da África (Senegal, África do Sul e Quênia) e Ásia (Camboja e India) participaram de uma reunião de dois dias em que a Aliança Global planejou seu programa para o ano. Isso inclui a participação na COP17 em Durban como parte da estratégia da mudança climática e uma forte aliança com a GAIA. Também incluiu uma compilação de leis relativas a políticas de reciclagem em todo o mundo, uma estratégia de comunicação para a Aliança Global de Catadores de Material Reciclável (incluindo o seu site), uma oficina estratégica global, entre outras atividades a serem desenvolvidas em cada região. Para mais informações, contatar: coordina@globalrec.org

Festival Lixo & Cidadania/ Déchets et citoyenneté

20 a 25 de Maio de 2011
Paris, França

Viviane, MNCR, Paris

Vivianne e Madalena de Red Lacre

Uma delegação global de catadores de lixo participaram na segunda edição deste festival. Catadores de Material Reciclável da Cooperativa SWaCH em Pune, Índia, partilharam as suas experiências de organização com biffins locais (catadores em Paris) e catadoras da Rede Latino-Americana (Colômbia, Chile e Brasil). Em uma reunião pública, os catadores de material reciclável pediram respeito e serem incluídos em um sistemas de gestão de resíduos, bem como o fim da incineração de materiais recicláveis. Visite o site Déchets et citoyenneté. (Organizado pela France Liberté Foundation, Environnement et Développement du Tiers Monde – Fundação Liberdade da França, Meio Ambiente e Desenvolvimento no Terceiro Mundo (ENDA), e o governo municipal. Apoiado pela WIEGO, France Liberté, e outros parceiros locais)

Oficina dos Trabalhadores de lixão

01 a 03 junho de 2011
Mumbai, Índia

waste pickers in Mumbai, India, Dumpsite Workers

Catadoras de lixões na Índia com Mapula da África do Sul e Jyoti Mhapsekar.

Catadores que trabalham em lixões e aterros sanitários em toda a Índia se reuniram para discutir suas condições de trabalho e as ameaças que atualmente enfrentam em suas próprias cidades. Foi a primeira oficina projetada especificamente para trabalhadores lixão e aterro sanitário. Um catador de Dakar, Senegal, acompanhado pela coordenadora internacional da Aliança Global, comparecereu. Os catadores compartilharam suas experiências e discutiram os problemas que enfrentam em suas cidades, incluindo o fechamento de lixões onde tiravam seu sustento e os problemas com a privatização dos processos finais de resíduos. Para mais informações contatar: asia@globalrec.org.

Workshop sobre o setor informal da Associação Internacional de Gestão de Resíduos Sólidos

20 a 23 junho de 2011
Buenos Aires, Argentina

ISWA meeting, Buenos Aires

Sergio e Cristina, catadores de Buenos Aires, com Lucia e membros de ISWA, participantes de um pequeno seminário.

Pela primeira vez em 40 anos, a Associação Internacional de Gestão de Resíduos Sólidos organizou um evento com foco na integração do sector informal no sistema de gestão de resíduos sólidos. Catadores de lixo provenientes da Argentina e a coordenadora internacional para a Aliança Global participaram do evento, proporcionando insumos e compartilhando experiências sobre como as decisões feitas pela Associação Internacional de Gestão de Resíduos Sólidos impactam os catadores. Veja a apresentação em PDF de Lucia FernandezVeja site do evento.

Workshop em Resíduos e Mudanças Climáticas

07 a 08 de setembro de 2011
Joanesburgo, África do Sul

climate change workshop

Om Prakash com delegados da África do Sul.

Cinquenta e três catadores de lixo de oito províncias da África do Sul, membros da Aliança de Catadores de Material Reciclável Indianos e catadores do Quênia, Senegal, e América Latina. se reuniram para discutir estratégias já que eles se prepararam para a COP17, a Conferência sobre Mudança Climática da ONU, realizada em Durban, em Dezembro de 2011. Os catadores de material reciclável aprenderam sobre conceitos-chave como alterações climáticas e gases de efeito estufa. Eles aprenderam sobre o impacto ambiental da reciclagem em oposição à geração de energia através do lixo, incineração, extração de gás de aterro, e privatização. Eles discutiram o impacto dos projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) no chão. Também aprenderam sobre os meandros da política nacional de resíduos e como discutir esses conceitos com seus governos locais. A Aliança Global para Alternativas à Incineração facilitou os workshops.

Clinton Global Initiative (Iniciativa Global Clinton) – Reunião do Setor Informal da Reciclagem

19 a 21 de setembro de 2011
Nova Iorque, EUA

panel, global clinton initiative

Nohra, catadora de ARB, com Christie de GAIA e LUCIA de WIEGO, e membros de Columbia University, a Iniciativa Clinton e o Banco Mundial.

Como parte de um dos compromissos da Clinton Global Initiative, o setor informal fez uma apresentação em um evento realizado no Harvard Club, em Nova Iorque. O objetivo era que os catadores de material reciclável fossem ouvidos entre sujeitos importantes que não estão necessariamente conscientes de suas demandas. A catadora e líder colombiana Nohra Padilla apresentou “Organização dos Catadores de Material Reciclável, Uma Alternativa Social, Técnica, Econômica y Ambiental Reconhecida em um Sistema Organizado, para o Manejo Integral de Resíduos Sólidos” Aliados da GAIA e da WIEGO fizeram apresentações na sessão plenária. Lucia Fernandez, com a Aliança Global, apresentou “Caminhando para a Inclusão dos Catadores e Descentralização da Gestão de Resíduos Sólidos, Uma Abordagem de Re-pensar o fechamento de aterros.”

COP17 – Conferência sobre Mudança Climática das Nações Unidas

28 de Novembro a 9 de dezembro de 2011
Durban, África do Sul

global day of action group

A Aliança Global se preparando para a marcha do Dia Global de Ação (Global Day of Action).

COP17 foi especialmente importante para a Aliança Global de Catadores de Material Reciclável. Como a conferência sobre o clima foi realizada em Durban, África do Sul, um grande número de membros da recém-formada Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis Sul-Africanos puderam participar e fazer suas reivindicações serem ouvidas em seu próprio país. Os cerca de 60 catadores Sul-Africanos também puderam realizar reuniões e redes entre si, fortalecendo suas relações e sua associação. Além da forte presença de representantes Sul-Africanos, catadores de associações da Costa Rica, Brasil, Índia e Senegal participaram da conferência, bem como dos eventos paralelos, além de envolvidos em reuniões de solidariedade com os sul-africanos.

interview during global day of action

Um jornalista entrevista o Nimrod de SAWPA durante o Dia Global de Ação.

Um dos destaques da participação na conferência foi a Marcha do Dia da Ação Global no dia 3 de Dezembro. A Associação de Catadores de Material Reciclável Sul-Africanos estava lá em pleno vigor, juntamente com os catadores de todo o mundo – Todos marchando e cantando canções de luta sul-africanas em conjunto, exigindo justiça climática.

Em 5 de dezembro, a Aliança Global realizou um protesto no interior da sede da conferência, tornando visíveis suas demandas e gerando muita atenção da mídia. Os catadores de lixo foram apresentados em dezenas de meios de comunicação, incluindo The Mercury, Democracy Now!, IPS, Sowetan Live e The Citizen. Também falaram com um repórter da BBC no Studio da Mudança Climática da ONU.

dudu says no to incineration

Dudú, catador e membro de MNCR e Red Lacre.

Em 5 de dezembro, a Aliança Global realizou uma conferência de imprensa no interior da sede da conferência. Eles pleiteavam por um Fundo Climático Verde com acesso direto da comunidade e um fim dos projetos de MDL de “transformação de lixo em energia”. Representantes de três continentes destacaram o fato de que os catadores de material reciclável são a maneira mais eficaz de se reduzir as emissões de gases de efeito estufa no setor dos resíduos. Eles argumentaram contra a eliminação de tecnologias que minam a sua subsistência, tais como incineradores e projetos de transformação de lixo em energia. Veja o comunicado de imprensa.

Estes são apenas alguns dos destaques das atividades da COP17. Para o relatório completo, vídeos e apresentações, visite globalrec.org. Ver o relatório GAIA na COP17. (Organizado e apoiado pelo GAIA, WIEGO e groundWORK)

Reunião dos Catadores de Material Reciclável sul-africanos durante a COP17

01 de dezembro de 2011
Durban, África do Sul

sawpa strategy sessions

Catadoras da África do Sul se juntaram em grupos pequenos durante a reunião de SAWPA.

Catadores de sul-africanos se encontraram durante a COP17 em uma reunião fechada para discutir a constituição da Associação dos Catadores de Material Reciclável Sul-Africanos e do Código de Conduta para catadores em aterros e nas ruas. A Associação de Catadores de Material Reciclável Sul Africanos foi lançada em fevereiro de 2010 e elaborou um esboço dos princípios da organização. Membros continuaram a discutir este esboço na reunião de dezembro. (Organizado e apoiado pela groundWORK, GAIA e WIEGO)

Assembléia Geral durante COP17

02 de dezembro de 2011
Durban, África do Sul

cop 17 waste pickers' meeting

Catadores da Aliança Global compartilhando experiências com catadores Sul Africanos.

Em 02 de dezembro, a reunião se abriu para incluir representantes de catadores em todo o mundo. Catadores da Costa Rica, Brasil, Índia e Senegal estavam presentes. Os delegados trocaram idéias e aprendemos uns com os outros levando-se em conta que eles se juntaram em solidariedade.

NOTÍCIAS E INICIATIVAS – DESTAQUES de 2011

Projeto Piloto Global de Leis

Como parte do programa global definido na reunião do Comitê Diretor, em março, estamos implementando um projeto piloto que compila a legislação em vários países da Ásia, África e América Latina que abranja a reciclagem e a inclusão de catadores de material reciclável. Os resultados finais do projeto, que estará disponível nos próximos meses, vão incluir uma matriz comparativa analítica. Verifique globalrec.org para atualizações.

Estratégia de Comunicação para a Aliança Global de Catadores de Material Reciclável

Em uma reunião do comitê diretor realizada em Bangkok em março passado, a Aliança Global de Catadores de Material Reciclável decidiu que, para realmente fazer justiça ao movimento global de catadores, seria necessária a sua própria estratégia de comunicação, independente do que seus aliados têm provido. Então, em outubro, um responsável de comunicações e um web designer começaram a trabalhar para a Aliança Global. Até agora, a equipe de comunicação e web ajudou a cobrir grandes eventos, como a COP17. O atual pré-site – globalrec.org – será ampliado nos próximos meses para se tornar um verdadeiro site com muitos recursos e uma riqueza de informações. Também será muito mais acessível para os catadores de material reciclável e organizações que desejam contribuir e se conectar com catadores em todo o mundo.

Vitória Legal na Colômbia

19 de Dezembro de 2011

Por quase um ano, os catadores colombianos estavam lutando contra uma licitação de 1,7 bilhões dólares que poderia ter tirado o papel da reciclagem dos recicladores e entregue às empresas privadas por um período de dez anos.

Em 19 de dezembro de 2011, o tribunal cancelou o processo de licitação. O juiz Juan Carlos Henao, afirmou que os direitos constitucionais dos catadores de material reciclável não tinham sido respeitados. Silvio Ruiz Grisales, o Secretariado Internacional da Red Lacre, disse que os catadores e seus aliados estavam chorando de felicidade quando o tribunal cancelou o processo de licitação.

Adriana Ruiz-Restrepo, um advogado que tem trabalhado com os catadores de lixo há uma década, disse: “Esta é a maior sanção já declarada e um grande triunfo para aqueles de nós que propõem um empoderamento legal dos pobres presos pelo avanço inclusivo do desenvolvimento. Estamos muito agradecidos a todas as vozes de apoio que recebemos quando estivemos rejeitando a pressão indevida da Agência de Resíduos do município no Tribunal Constitucional.” Ver artigos em El Tiempo e em Noticias Caracol sobre a vitória.

Audiência Pública para o Plano Nacional de Implementação de Políticas Públicas

Brasília, Brasil
30 de Novembro a 01 de dezembro de 2012

Waste pickers at the hearing in Brasilia

Catadores participam na audiência pública.

A lei nacional do Brasil sobre Resíduos Sólidos foi ratificada em agosto de 2010. O plano pretende estabelecer uma série de medidas, incluindo o final de aterros a céu aberto, a implementação da coleta seletiva e a inclusão dos catadores de material reciclável na gestão dos resíduos sólidos.

Waste pickers at the hearing in Brasilia

Catadores presentes na audiência pública.

A audiência pública faz parte de um processo de consulta pública que começou em setembro de 2011. O objetivo do processo era de receber e incorporar sugestões e contribuições da sociedade civil para o desenvolvimento do plano nacional. Seiscentas pessoas de todos os setores, incluindo 100 catadores de diferentes estados, sentaram-se para discutir coletivamente as diretrizes, estratégias e metas para a gestão de resíduos no Brasil. Entre os temas estavam a melhor forma de reduzir, reutilizar e reciclar e incorporar os catadores de material reciclável – de uma forma profissional – neste processo.

Uma das maiores preocupações para os catadores de material reciclável era o artigo 9, um texto problemático que abre as portas para a indústria da incineração. Como resultado da participação da sociedade civil nessas audiências públicas, a possibilidade de as empresas de incineração operar agora é mais difícil. Ver artigo de Magdalena Donoso, a Coordenadora Latino-Americano da GAIA, em Inglês e Espanhol.

PUBLICAÇÕES

“Catando materiais recicláveis na África” Boletim lançado em setembro de 2011

Este extenso boletim informativo impresso destacou artigos sobre o intercâmbio entre catadores indianos e africanos, uma seção sobre os assuntos a serem discutidos na COP17, uma lista de dicas de organização, um artigo sobre a história e formação rede RRR sul-africana, uma parte sobre os sistemas de incineração e gás de aterros sanitários do MDL e uma revisão dos ganhos de uma conferência no Senegal, e um calendário de eventos. Veja a versão online.

Boletim SWaCH lançado em outubro de 2011

SWaCH, uma cooperativa de catadores de lixo com sede em Pune, na Índia, que se tornou operacional em 2008, lançou seu primeira publicação trimestral em outubro de 2011. O boletim informou a inauguração de uma unidade móvel de reciclagem em setembro, O projeto de coleta e reciclagem Nirmalya, a criação de centros de reciclagem onde os catadores possam trabalhar sem serem expostos aos elementos, unidades de segregação para incentivar a separação dos resíduos secos e molhados, e um projeto no qual a artista Shirin Rehman retrata em uma série de pinturas as vidas e o trabalho dos catadores, depois de viver em várias favelas de Pune com catadores.

Red Lacre boletim eletrônico lançado em setembro de 2011

Incluído no primeiro boletim eletrônico foram artigos de Marlen Chacón, do Programa Recicla Escazu, na Costa Rica, que discutiu as realidades do trabalho como recicladora na Costa Rica e a importância da união como uma rede latino-americana e global de catadores. Também foi incluída uma chamada para a participação no Dia de Ação Global contra a incineração, uma galeria de fotos, e um anúncio de bolsas ganhadas por um número de associações de catadores latino-americanos. Visite redrecicladores.net para assinar a newsletter.

Lançamento da Rede de Catadores da América Latina/O site da La Red Latinoamericana: redrecicladores.net

A Rede Latino-Americana, Red Lacre, é uma organização que representa e envolve movimentos trabalhistas e que une catadores em toda a América Latina. A missão da La Red é melhorar as condições de trabalho dos catadores e iniciar o diálogo entre os países, a fim de trocar experiências, organizar e agir. A rede representa os grupos de catadores de material reciclável em 15 países. No ano passado, como parte de um processo de descentralização, iniciado no Peru durante a 4 ª Conferência de Catadores de Material Reciclável, a equipe de comunicação atual (com sede no Chile) decidiu projetar e lançar o novo site. O objetivo era consolidar a rede e ajudar a desenvolver as relações entre catadores da América Latina.

Lançamento do globalrec.org– o site da Aliança Global de Catadores de Material Reciclável

Em todo o mundo, os catadores estão trabalhando individualmente e em grupos. A idéia por trás da Aliança Global é fortalecer as relações entre catadores em todo o mundo com a idéia de que não há fronteiras para aqueles que lutam pela mesma causa: serem reconhecidos e devidamente incluídos nos sistemas de gestão dos resíduos sólidos das suas cidades e serem tratados como profissionais da reciclagem. Com os catadores cada vez mais usando a Internet, o lançamento do globalrec.org é uma oportunidade para se conectar catadores em todos os continentes, em particular – mas não só – aqueles fortemente organizados na América Latina, África e Ásia com os problemas que os afetam localmente e globalmente. O site servirá como um local de encontro de catadores de material reciclável nestes três continentes – um centro multi-lingual para comunicar-se e ficar em dia com as questões atuais e eventos, bem como um espaço educativo para os interessados na aprendizagem e apoio às causas dos catadores.

Vários projetos estão sendo desenvolvidos. Um exemplo é um mapa interativo a ser produzido este ano. Ela vai mostrar onde os grupos de catadores foram formados e incluem detalhes importantes sobre as suas associações. Com esta ferramenta, catadores de material reciclável serão capazes de aprender sobre outros grupos e também contatá-los. Um pré-site foi lançado em dezembro, iniciando com a documentação dos eventos da Aliança Global e atividades na COP17. O site continuará a incluir informações de grandes eventos ao redor do mundo que envolvem catadores. Visite www.globalrec.org.

Além do site, a Aliança Global tem divulgado informações via Facebook e Twitter. Para seguir a Aliança Global no Facebook, visite www.facebook.com/GlobalRec. Para seguir no Twitter, visite @global_rec.

Os boletins mais recentes da Aliança de Catadores Indianos

Agosto 2011
Novembro 2011

asamblea centroamericana

Os catadores da RedeLacre, unidos na primeira Conferencia Centroamericana, Nicaragua, fevereiro 2012

EVENTOS 2012

Mapeamento dos catadores de material reciclável africanos

Janeiro a Fevereiro de 2012
Camarões, Madagascar, Mali e Benin

A partir de janeiro, WIEGO viajou pelos países africanos francófonos Madagascar, Mali, Benin e Camarões, a fim de mapear grupos de catadores de material reciclável. O objetivo deste ambicioso projeto foi de identificar e entrar em contato com as organizações de catadores e organizações que trabalham com catadores de material reciclável na África francófona e de incluir as organizações de catadores na Aliança Global. Parte do processo de mapeamento inclui o recolhimento de dados de cada organização de catadores de material reciclável e grupo de apoio o que irá resultar na criação de um banco de dados detalhado. O objetivo final é uma rede global expandida de catadores. Durante as visitas, novas grupos de catadores foram identificados em todos os países. Bons contatos foram feitos, inclusive com uma associação de catadoras de Benin. (Organizado e apoiado pelo Programa Africano da WIEGO)

Oficina de Mapeamento – catadores nigeros

Março de 2012
Nigéria 

Este workshop irá treinar os membros da Federação dos Trabalhadores Informais da Nigéria (FIWON) para identificar, entrar em contato e recolher informações sobre associações e organizações de apoio de catadores catadores na Nigéria. É parte de um esforço contínuo para mapear organizações de catadores de material reciclável e organizações de apoio com o objetivo de os integrar na Aliança Global. (Organizado pela Federação de Trabalhadores Informais da Nigéria. Apoiado pelo Programa Africano da WIEGO)

1ª Conferência Centro-Americana de Catadores de Material Reciclável e da Assembléia Anual da Rede Latino-Americana

20 a 25 de Fevereiro
Manágua, Nicarágua

Este ano, a Nicarágua será o anfitrião da cúpula continental anual que reunirá 21 países e 160 catadores (recicladores), com o objetivo de discutir o que foi feito no ano passado e definir que medidas políticas a tomar. O evento será um marco celebrando a primeira reunião dos Recicladores da América Central e Caribe e sua integração na Rede Latino-Americana. Também reunirá recicladores da América Central e Caribe, permitindo-lhes construir uma rede de apoio e compartilhar suas experiências com os aliados regionais para ajudá-los a fortalecer suas organizações. Os objetivos são dar visibilidade a empresas de reciclagem na América Central e no Caribe e apoiar os seus esforços de organização.

A conferência foi possível por causa do Mapeo e da Red CentroAmérica, em que membros de RedLACRE viajaram para dez países para conhecer e identificar os seus camaradas catadores de material reciclável que estão trabalhando em uma região onde muito pouca informação foi fornecida até o momento. Os países participantes são Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. (Organizado pela Rede Latino-Americana (RedLACRE), Foro Nacional de Reciclaje (FONARE), a Rede Nicaragüense de Recicladores (RedNica), (Confederación de Trabajadores Por Cuenta Propria (CTCP), e Streetnet. Apoiado por WIEGO, AVINA, GAIA)

Convenção Nacional da Aliança Nacional de Catadores Indianos

Março de 2012
Pune, Índia

A convenção tem como objetivo explorar as diversas formas de integração dos catadores na gestão dos resíduos sólidos no âmbito do Regulamento dos resíduos sólidos do município e mostrar o modelo SWaCH. Alguns tópicos a serem discutidos incluem: melhor compreensão da integração/inclusão; como modelos de integração/inclusão funcionam na realidade; como catadores se organizaram para conseguir esses modelos e para garantir seu sucesso; os desafios que os diferentes modelos criam para as organizações de catadores de material reciclável; que proporção de resíduos da cidade e da gestão de resíduos eles conseguem lidar ou cobrir; as lacunas nesses modelos; tanto do ponto de vista da cidade como dos próprios catadores; como eles podem ser melhorados; recursos técnicos e outros que possam ser necessárias para isso. Um programa de triplo é proposto e que reúna 3.000 catadores de Pune e Chinchwad Pimpri, 300 catadores de outras cidades na Índia, bem como catadores do resto da Ásia. (Organizado pela Aliança de Catadores de Material Reciclável Indianos, KKPKP e o governo municipal de Pune. Apoiado pela WIEGO e a OXFAM

Oficina de biogás

17 a 18 de Março
Pune, Índia 

Houve várias inovações em tecnologia de biogás ao longo dos anos, como o processo termofílico Nisarguna e refino, compressão e engarrafamento de biogás. O workshop vai reunir algumas destas inovações recentes no campo de biogás, e servirá como uma plataforma para os inovadores, cientistas, engenheiros, governo, catadores e organizações não governamentais para se reunir e compartilhar idéias e informações.

O workshop também vai convidar os membros da Aliança de Catadores de Material Reciclável Indianos que estejam interessados em explorar oportunidades de subsistência no campo da gestão de produtos orgânicos. O workshop também vai ajudar a impulsionar o ponto de que a riqueza não está apenas no lixo seco, mas também nos resíduos úmidos. Uma vez plenamente realizado, isso também pode promover uma melhor segregação e mais empregos qualificados nos resíduos. Além de ajudar o meio ambiente local por desviar os resíduos para fora dos aterros, isso também vai mitigar a mudança climática através da redução das emissões de metano. (Organizado pela Aliança Global para Alternativas à Incineração e Stree Mukti Sangathana. Apoiado pelo Programa Global da WIEGO)

Workshop estratégico e Reunião da Coordenação da Aliança Global de Catadores de Material Recicláveis

27 de abril a 1 de maio
Pune, Índia

As associações de catadores da África, América Latina e Ásia irão discutir diferentes modelos de inclusão em sistemas municipais de gestão de resíduos sólidos e as ameaças que enfrentam. O objetivo deste evento é desenvolver uma compreensão de inclusão de modelos de gestão de resíduos sólidos entre os catadores, com vista a reforçar os esforços de organização para alcançá-los em cidades de todo o mundo.

Um documento exaustivo de todos os modelos existentes também poderia surgir como um produto da oficina o qual os grupos poderiam usar tanto para sua própria aprendizagem e organização, bem como para fins de apoio mais tarde. Após o workshop, KKPKP convidará os participantes a aprender com experiências locais de inserção no sistema de gestão dos resíduos sólidos da sua cidade, organizando visitas a diferentes modelos enquanto alguns participantes se encontrarão numa reunião do Comité Diretor para discutir programas e o plano para os próximos anos. (O workshop está sendo oferecido pelo sindicato KKPKP de catadores em Pune, Índia, em nome da Aliança Global Catadores e com o apoio do WIEGO. Para mais informações, contatar coordina@globalrec.org)



  1. Formação uma associação de apoio e pesquisa a catadores na região do Norte de Minas Gerais que uma região carente em recursos e ações públicas. Nesse cenário o desenvolvimento da reciclagem e o aproveitamento dos resíduos sólidos domésticos e industriais e um recursos de geração de renda para a população local, mas não existe incentivos públicos principalmente na seda da associação que fica na cidade de Montes Claros – Minas Gerais – BR, que somente nessa cidade a produção diária de resíduo doméstico registrado ultrapassa os 400 toneladas por dia e são aterradas em regime de lixão. Gostaríamos de participar das ações da Aliança Global dos Catadores na procura de contribuir com nossas ações e receber suporte. Grato William d’ Souza Presidente da APECNORTE (Associação de Apoio e Pesquisa aos Catadores e Recicladores do Norte de Minas).

    Comentário por William de Souza Silva — janeiro 6, 2015 @ 4:54 pm