GLOBAL ALLIANCE OF WASTE PICKERS
GLOBAL ALLIANCE OF
WASTE PICKERS
A Aliança Global de Catadores é um processo de articulação entre milhares de organizações de catadores de materiais recicláveis apoiado pela WIEGO em mais de 28 países cobrindo principalmente América Latina, Ásia e África.
Apoiado por Logo WIEGO

por

Região

outubro 02, 2012


Verifique a tradução:

Obtenha atualizações da África do Sul, Nigéria, República Democrática do Congo, Gana e Quênia, incluindo futuros eventos.

África do Sul

(informações fornecidas por Musa Chamane, da groundWork)

Pietermaritzburg landfill, 2011.

Catadores no aterro sanitário Pietermaritzburg.

Atividades em andamento

Após a COP17, a Associação de Catadores Sul-Africanos (SAWPA) concordou em fortalecer organizações de base, o que significa que aterros sanitários e coordenadores de rua devem realizar reuniões locais para discutir a constituição e o código de conduta da SAWPA. Essa atividade os ajudará a se organizar, através da garantia de que organizações democráticas de catadores se desenvolvam. Nos últimos 3 anos, continuamos a realizar reuniões nacionais e, no biênio 2012-2013, concordamos em fortalecer organizações locais, na base. Isso não significa que o comitê executivo não está fazendo nada. Há questões com as quais o comitê executivo lida através de reuniões presenciais e teleconferências.

Mooi River

Cooperativa de catadores Mooi River. (Fonte: Musa Chamane)

Instalações de Recuperação de Materiais (IRM) estão sendo construídas no rio Mooi e em Pietermaritzburg. São construídas unicamente para o uso dos catadores sem qualquer tipo de cobrança do município. As cooperativas foram formadas e treinadas e estão prontas para assinar o contrato com a prefeitura. Essa iniciativa será a primeira de seu tipo na região. Como acreditamos em Lixo Zero, essas IRM’s serão projetos de demonstração da SAWPA. Para informações adicionais, consulte o site da groundWork.

Workshop de Transformação de Resíduos em Energia
Dezembro de 2012

Visitas da SAWPA e da groundWork a aterros sanitários
Janeiro a março de 2013

Informações dos países a seguir fornecidas por Melanie Samson, da WIEGO

Nigéria

A Federação de Trabalhadores Informais da Nigéria (FIWON) tem como foco atual a organização de catadores em sete cidades nigerianas. A FIWON está realizando reuniões mensais regulares com os catadores de cada uma das sete cidades para auxiliá-los a desenvolver suas organizações, articular seus interesses, exigir seus direitos e aprimorar suas condições de trabalho e de vida. Além disso, a Federação também vem realizando workshops para membros e líderes de organizações de catadores com foco em habilidades organizacionais e de liderança, negociação coletiva e direitos humanos.

República Democrática do Congo (RDC)

Setembro de 2012

Junto à LDFC (Ligue pour les Droit de la Femme Congolaise), a WIEGO está realizando um mapeamento dos catadores de Kinshasa, na RDC, para aprender mais acerca de quantos catadores há naquele local, como estão organizados e que desafios enfrentam.

Gana

Setembro a março de 2012

Em associação com o projeto de cidades em foco da WIEGO em Acra, em Gana, a WIEGO está apoiando um projeto para fortalecer a organização e a capacidade organizacional dos catadores que trabalham nos aterros sanitários de Acra. Esse projeto incluirá visitas a todos os aterros sanitários de Acra para desenvolver uma compreensão acerca de quantos catadores estão trabalhando em aterros e os principais desafios enfrentados por eles, reuniões frequentes com o grupo de catadores já existente no aterro para fornecer a eles apoio na criação de uma organização democrática, triagem da saúde dos catadores e, possivelmente, mobilização para fazer com que sejam registrados no Esquema Nacional de Seguro-Saúde.

Quênia

Primeiro trimestre de 2013

A WIEGO continua a apoiar o processo em andamento no Quênia para auxiliar os catadores a se organizar em alianças nos âmbitos dos condados e nacional. Esforços para mobilização estão sendo realizados em quatro cidades do país para ajudar os catadores a formar grupos de autoajuda para que possam lutar pelo reconhecimento como trabalhadores e melhorar suas condições de trabalho e de vida. Workshops de treinamento em liderança estão sendo conduzidos para oferecer apoio adicional aos grupos. Espera-se que as associações de condados sejam formalizadas e realizem eleições para seus cargos no primeiro trimestre de 2013.