ALIANÇA GLOBAL DE  CATADORES
ALIANÇA GLOBAL DE
CATADORES
A Aliança Global de Catadores é um processo de articulação entre milhares de organizações de catadores de materiais recicláveis apoiado pela WIEGO em mais de 28 países cobrindo principalmente América Latina, Ásia e África.
Apoiado por Logo WIEGO

publicado por
Escrito por MNCR

outubro 17, 2014


Verifique a tradução:
mncr.org.br. 10/16/2014

plano estadual rs

Desde o início deste ano de 2014, o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria de Meio Ambiente – SEMA, está realizando audiências públicas, convocando a sociedade gaúcha a debater o Plano Estadual de Resíduos Sólidos – PERS. Foram organizadas 10 audiências regionais no estado, que tinham como objetivo levantar informações, apurar as dificuldades e planejar o futuro da gestão de resíduos.

Para Alex Cardoso, catadores de materiais recicláveis e representante da Comissão Nacional do MNCR, “Os catadores são comprovadamente, em matéria de gestão e encaminhamento adequado aos resíduos sólidos, a melhor tecnologia e a sociedade precisa saber disso” afirma o catador, que foi juntamente com uma grande equipe participante de vária audiencias no estado.

O MNCR, de forma estratégia define em participar das audiências porque entende a importância de uma gestão adequada de resíduos sólidos, de forma compartilhando que almeja a alcançar os objetivos da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Principalmente a inclusão social e econômica dos catadores de materiais recicláveis, de forma organizadas em cooperativas. “Desta forma mudaremos o cenário gaúcho, que conforme as definições das 10 audiências, aponta que deve ser de forma popular, via as cooperativas, com os devidos pagamentos e principalmente reciclando e compostando, proibindo de vez a incineração dos resíduos” declara Fabio Lima, coordenador de Finanças da Cooperativa Uniciclar de São Leopoldo e membro da Coordenação Estadual do MNCR-RS e complementa, “a vida dos catadores e da cidade muda rapidamente quando os catadores são contratados e valorizados pelos serviços que fazem, como em São Leopoldo onde somos contratados”

Os municípios e a sociedade que participaram da 10 audiências estaduais, seguem as diretrizes e os objetivos da PNRS e as ações da 4° Conferência Nacional de Meio Ambiente, realizada em mais de 2500 municípios brasileiros no ano de 2013.

Reciclagem popular, coleta seletiva solidária, pagamento por serviços ambientais as cooperativas de catadores, são as principais demandas das audiências, que avança em relação a PNRS quando aponta e define a proibição da Incineração dos resíduos sólidos no estado.

“O MNCR é a única organização, exceto a equipe do governo, que participou de todas as audiências no estado” ressalta Néio Lucio Fraga Pereira, Secretário da SEMA. Quando informa que o Estado do Rio Grande do Sul é o único estado Brasileiro que irá integrar seu plano estadual conforme as definições da PNRS e do Ministério do Meio Ambiente.

Hoje aconteceu a audiência estadual que apresentou o panorama dos resíduos no estado e mostrou o tamanho dos desafios que a sociedade tem em relação aos resíduos e teve a participação de muitos catadores, gestores municipais e estaduais, além de várias organizações da sociedade civil.

No Próximo dia 18 de novembro, no Centro Administrativo Estadual, acontecerá a ultima audiência que definira o Plano. “Esta agenda passa a ser a mais importante para os catadores e espero que também seja pra sociedade” ressalta Melania Menezes, presidente da Central de Cooperativas de Porto Alegre e Região Metropolitana – CATAPOA e membro do MNCR.



  1. isso é muito inportante para todos os municipios acorda ja esta na hora

    Comentário by joão luiz de almeida — novembro 30, 2014 @ 9:17 am