ALIANÇA GLOBAL DE  CATADORES
ALIANÇA GLOBAL DE
CATADORES
A Aliança Global de Catadores é um processo de articulação entre milhares de organizações de catadores de materiais recicláveis apoiado pela WIEGO em mais de 28 países cobrindo principalmente América Latina, Ásia e África.
Apoiado por Logo WIEGO

MNCR

MNCR assume vaga no CONAMA, resultado da mobilização na IV CNMA

Como desdobramento da participação do MNCR na IV Conferencia Nacional de Meio Ambiente, na qual, aprovou-se moção de apoio a indicação do MNCR a cadeira no Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA), os representantes Roberto Laureano da Rocha (titular) e Ronei Alves(1o suplente), fizeram ontem, dia 20 de agosto, a primeira participação no Conselho. A catadora Maria do Carmo também figura como 2o suplente.

Conselho lança guia de encerramento dos lixões e inclusão social de catadores

A publicação tem o objetivo de apresentar subsídios sugestivos para a atuação dos membros do Ministério Público brasileiro em relação às questões voltadas ao encerramento dos lixões e fundamentar a constitucionalidade e a legalidade da gestão compartilhada de resíduos sólidos recicláveis entre municípios e associações e cooperativas de catadoras e catadores.

Carta aberta aos Deputados Estaduais de Minas Gerais e à toda sociedade

Em resposta ao veto do Governador do Estado de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, ao Projeto de Lei 4.051/2013 que proíbe a incineração dos resíduos sólidos urbanos (lixo) no estado, o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), o Observatório da Reciclagem Inclusiva e Solidária (ORIS) e entidades ambientalistas e sociais de Minas Gerais, do Brasil e no âmbito internacional produziram uma carta aberta destinada aos Deputados Estaduais de Minas Gerais e à toda população do estado.

Catadores coletaram 444 toneladas de recicláveis durante a Copa

O Placar da Reciclagem registrou todos os materiais recicláveis coletados nos estádios sede da Copa do Mundo 2014, durante a realização da competição.É possível saber quais os tipos de materiais foram coletados e sua quantidade, bem como, o volume de recursos naturais poupados com a destinação final adequada destes materiais.


Os catadores e a aprovação do Plano Diretor da Cidade de São Paulo

Foi aprovado ontem, dia 30 de junho, o Plano Diretor Estratégico da Cidade de São Paulo que regula o planejamento de uso e desenvolvimento da cidade. Diversos movimento sociais, principalmente os de moradia, se mobilizado pela aprovação desse marco regulatório que interfere na vida de milhares de pessoas e procura tornar a cidade mais justa e acessível aos mais pobres.

Do lixão à Coleta Seletiva Solidária

Uma cerimônia repleta de fortes emoções e significados marcaram à tarde do dia 11 de julho, no extremo sul do Brasil. No salão nobre da Prefeitura Municipal de Uruguaiana ocorreu a assinatura do contrato entre a Associação dos Catadores Amigos da Natureza-ACLAN e a Prefeitura Municipal de Uruguaiana para prestação do serviço de Coleta Seletiva Solidária no município.

Trabalho de inclusão de catadores no Mercadão corre risco de acabar

Há cerca de dois anos o Mercado Municipal de São Paulo destina corretamente seus resíduos recicláveis com a ajuda de catadores de materiais recicláveis atendidos pela Associação Clube de Mães do Brasil que desenvolve projeto social de inclusão social e produtiva de pessoas em situação de rua e dependentes químicos por meio de uma oficina profissionalizante. O projeto tem tirado essas pessoas da situação de risco que estavam expostos anteriormente, mas corre o risco de acabar de um dia para o outro.


Do lixão para a Copa. Só a luta muda a vida

Após muito luta, só hoje os catadores do lixão de Gericinó, na cidade do Rio de Janeiro, podem respirar aliviados. Foram momentos de intensa luta e muitas vezes desespero com o eminente do fechamento do lixão, única fonte de renda para cerca de 108 famílias de catadores de materiais recicláveis.


Uruguai: catadores rechaçam edital de incineração de lixo

Pelo manifesto, a CPC considera um profundo erro dar prioridade a geracão de energía a partir dos residuos. Em troca, propomos a elaboração de alcance nacional para a gestão social dos residuos em grande escala e em todo o país, com destino ao uso, reuso e reciclagem assim como a inclusão e formalização massiva de catadores.

Nota de Repúdio a Incineração e apoio a CPC e ao Povo Uruguaio

Nós, catadores de materiais recicláveis, organizados nacionalmente no Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis – MNCR e continentalmente na Rede Latino Americana e Caribenha de Catadores de Materiais Recicláveis – REDLACRE, a qual congrega todas as organizações nacionais do nosso continente, nos pronunciamos veemente ser contrários a incineração dos resíduos como forma de tecnologia para tratar resíduos sólidos.

Cooperativas do Rio de Janeiro conquistam dispensa de licença ambiental

Cooperativas e Associações de Catadores de Materiais Recicláveis de todo o Estado do Rio de Janeiro já estão isentas da exigibilidade de Licenciamento Ambiental, um dos vários documentos necessários para sua funcionalidade e que muitas vezes travava os processos de trabalho desses empreendimentos.


Carta do MNCR para a Presidênta Dilma Rousseff

Passados 13 anos de luta e organização da categoria é preciso registrar as conquistas alcançadas. Se colocarmos todos os recursos investidos pelo governo federal através de seus diversos órgãos obteríamos a soma de mais de 590 milhões já investidos nos processos de estruturação, organização e formação de catadores.

Lixo não é combustível! Não queimem nosso futuro!

As indústrias de incineração , cimento e plásticos promovem a tecnologia chamada incineração “waste -to -energy”, como uma alternativa “limpa” e “renovável” para os combustíveis fósseis convencionais – mas nada poderia estar mais longe da verdade!

Catadores de Materiais Recicláveis Versus energia suja

Nos últimos 30 anos, a geração por capita de resíduos na América Latina tem aumentado de 0,2 – 0,5 kg/dia a 0,5 –1,00 kg dia, enquanto as porcentagens de resíduos úmidos têm reduzido em forma notória (atualmente em média de 50%), aumentando as quantidades de plásticos, alumínios, papel, papelão, caixas, pacotes, vidros e diversos materiais perigosos.

Audiência Pública debate reivindicações dos catadores no R. Grande do Sul

Na manhã de ontem, catadores do MNCR, representantes de mais de 20 municípios gaúchos, juntamente com o Ministério Publico Estadual, Deputados, Vereadores, Prefeitos, Universidades, Gestores Públicos, FAMURGS, Secretaria Geral da Presidência da República e outras entidades de apoio aos catadores, em especial a Fundação Luterana de Diaconia, promoveram um debate sobre a situação dos catadores e o futuro da categoria.


Paginação